Klabin faz parceria com Estado para reconstrução de trecho da PR-340

0
237

Ação vai acelerar restauração do ponto que cedeu no dia 16 de março. Trânsito de veículos na região está proibido para automóveis acima de quatro toneladas

 

Paraná, 24 de maio de 2019 – Em reunião realizada na manhã da última quinta-feira (23) entre Klabin, Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística e DER (Departamento de Estradas e Rodagem) do Paraná, a empresa anunciou que fará o reparo em um trecho da PR-340, entre Telêmaco Borba e Tibagi. A parceria atende o anseio da população para liberação total do trânsito no local que segue restrito para veículos acima de quatro toneladas.

Parte da rodovia PR-340 cedeu no km 291, no dia 16 de março, ficando totalmente interditada por dez dias. Após segunda avaliação, no dia 26 de março, o trânsito foi liberado para veículos de até quatro toneladas. Com isso, apenas carros pequenos podem passar pelo local e o deslocamento de mercadorias entre as duas cidades aumentou em quase 100 quilômetros.

Enquanto o DER trabalha no projeto e liberação das licenças ambientais e social, a Klabin contratará a empresa que vai executar a obra, que será fiscalizada pelo órgão estadual. No local será feita a restauração do aterro e drenagem, recomposição da rodovia com a pavimentação e sinalização e, na sequência, a liberação do tráfego.

A previsão é que, após emitidas as licenças para início da obra, o tráfego esteja liberado em 60 dias. “Essa parceria com o Estado permite mais velocidade na execução da obra e beneficia a população das cidades do entorno, que utilizam diariamente a rodovia, além de diminuir o impacto na logística e escoamento de produtos de toda a região dos Campos Gerais”, destaca o gerente Florestal da Klabin, Darlon Orlamunder de Souza.

“Vamos dar prioridade agora no trabalho de liberação das licenças para que esta obra comece rapidamente. O trecho da PR-340, onde teve o deslizamento, é de fundamental importância para a infraestrutura da região que fica comprometida com a restrição do tráfego de veículos pesados. Esta parceria do governo do Estado com a Klabin dará mais agilidade à obra beneficiando, assim, os moradores e os motoristas que trafegam na PR-340”, destacou o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

Sobre a Klabin

A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais e única companhia do país a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff. Fundada em 1899, possui 17 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. Somente no Paraná, gera mais de 10 mil empregos (diretos e indiretos), em mais de 25 municípios próximos das operações da companhia, principalmente, na região dos Campos Gerais.

A empresa é pioneira na adoção do manejo florestal em forma de mosaico, que consiste na formação de florestas plantadas entremeadas a matas nativas preservadas, formando corredores ecológicos que auxiliam na manutenção da biodiversidade. A área florestal da companhia no Paraná compreende o total de 342 mil hectares, sendo 142 mil de mata nativa. A Klabin também mantém um Parque Ecológico, na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, para fins de pesquisa e conservação, atuando no acolhimento e reabilitação de animais silvestres vítimas de acidentes ou maus-tratos, auxiliando o trabalho de órgãos ambientais. Além de contribuir para a preservação da flora e fauna da região, inclusive de espécies ameaçadas de extinção.

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável. Na região dos Campos Gerais a Klabin desenvolve boa parte dos seus programas socioambientais, com destaque para “Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis”, Matas Legais, Projeto de Resíduos Sólidos, Crescer Lendo, Programa Caiubi, Força Verde Mirim e Protetores Ambientais.

A companhia também aderiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, é signatária do Pacto Global e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, e busca fornecedores e parceiros que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário
Por favor, informe seu nome aqui